Cida Borghetti destaca investimentos do Estado na Polícia Civil

FOTO: Governo do Estado do Paraná

Estado

Cida Borghetti destaca investimentos do Estado na Polícia Civil

Vice-governadora ressaltou que o Governo do Estado está atento às demandas das forças de segurança e lembrou que o processo de modernização da Polícia Civil incluiu a contratação de novos agentes, delegados, viaturas, armas e até a incorporação de um helicóptero.

O Governo do Estado vem implementando uma série de ações com a finalidade de melhorar as condições de trabalho dos agentes de segurança e investigação da Polícia Civil do Paraná. A afirmação foi feita pela vice-governadora Cida Borghetti durante abertura do III Encontro Jurídico dos Delegados de Polícia do Paraná, realizado em Foz do Iguaçu. O evento organizado pela Associação dos Delegados de Polícia do Paraná (Adepol-PR) deve reunir até domingo (03), cerca de 500 delegados de todas as regiões do País.

“A Polícia Civil do Paraná se modernizou e presta um serviço transparente e de qualidade ao nosso sistema de segurança pública. Aumentamos o efetivo, compramos viaturas, um helicóptero, equipamos nossas forças com armas e coletes e investimos em inteligência e infraestrutura”, afirmou a vice-governadora.

Ela também reforçou a necessidade de avançar com os núcleos especializados de combate ao crime e as medidas adotadas pela Secretaria de Segurança Pública para reduzir o número de presos nas delegacias. “Anunciamos recentemente a alocação de recursos do fundo penitenciário nacional para a construção de novas unidades prisionais. As medidas pretendem conferir a Polícia Civil maior efetividade na atividade de investigação”, afirmou Cida.

Outros temas importantes abordados por diversos participantes foram a equiparação salarial das carreiras jurídicas do Estado, a especialização das funções e a negociação para acelerar o processo de contratação de novos delegados. “Estamos atentos a essas demandas e vamos continuar nesse processo de aumentar o efetivo e melhorar as condições das nossas forças de segurança”, disse.

Segundo o delegado-geral da Polícia Civil do Paraná, Júlio Reis, o Governo tem a preocupação em renovar e investir na qualidade da polícia. “Começamos a comprar pela primeira vez na história pistolas da marca Glock, reconhecidamente uma das melhores armas no mundo, além de investir em viaturas e novas unidades polícias importantes como as Delegacias da Mulher e os Núcleos de Proteção à Criança e ao Adolescente (Nucria). O governo tem feito de tudo para avançar, mas precisamos trabalhar ainda mais juntos”, frisou.

De acordo com o prefeito de Foz do Iguaçu Chico Brasileiro, os investimentos do Estado e a integração do trabalho das forças ajudaram a baixar o índice de homicídios no município.  “Historicamente Foz do Iguaçu sempre teve um índice de homicídios acima da média nacional. Graças ao envolvimento e o comprometimento das forças policiais, e em especial da presença da Polícia Civil em nosso munícipio, hoje Foz não faz mais parte desta lista”, afirmou.

EVENTO - Com participantes de renome nacional, o evento discutirá até domingo (03) temas atuais e de relevância para a Polícia Judiciária. Os principais objetivos são debater o papel do delegado como o primeiro garantidor dos direitos dos cidadãos, processo penal aliado ao direito humano, atualização jurídica e dos processos legais, modernização na instauração de inquéritos, estratégias de valorização da classe, além da troca de experiências.

“Nós estamos aqui para escutar na área jurídica os maiores especialistas e construir um ambiente de debate que contribua de forma útil a todos os participantes”, afirmou o presidente da Adepol, João Ricardo Képes Noronha.

A palestra magna de abertura foi ministrada por Guilherme Nucci, atualmente um dos mais conceituados especialistas nas áreas do Direito Penal e Processo Penal. Na ocasião, também foi lançada a I Revista Jurídica da Polícia Judiciária do Estado do Paraná.

Estiveram presentes na abertura do encontro a chefe do Estado Maior da Polícia Militar, coronel Audilene Rosa de Paula Dias, o deputado estadual Rubens Recalcatti, o presidente da Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu Rogério Quadros, e demais autoridades.

BOX

Vice-governadora ressalta importância de ações de proteção às crianças

A vice-governadora Cida Borghetti destacou as ações do Governo do Estado na proteção das crianças neste sábado (02), durante mesa temática no III Encontro Jurídico dos Delegados de Polícia do Paraná, realizado em Foz do Iguaçu.

Desde 2011, o Governo do Paraná já investiu mais de R$ 117 milhões em ações e programas que protegem as crianças em todos os municípios. Recursos para reestruturação e capacitação de conselhos tutelares, apoio a diversas entidades sociais, compra de veículos, erradicação do trabalho infantil, campanhas de conscientização sobre a violência contra crianças e adolescentes, acolhimento de famílias vítimas de violência, entre outras.

Segundo a vice-governadora, que fez uma apresentação sobre “Primeira Infância e Combate à Violência contra Crianças e Adolescentes”, é preciso unir esforços no enfrentamento desta causa.

“Precisamos proteger as nossas meninas e meninos dessas situações. Através da implementação do Marco Legal da Primeira Infância e campanhas contra violência e exploração, poderemos dar uma assistência completa as nossas crianças e assim formar adultos mais conscientes e responsáveis”, disse.

A vice-governadora destacou os resultados das campanhas do Governo do Estado de conscientização sobre violência contra crianças e exploração sexual de crianças e adolescentes nas estradas. Houve um aumento cerca de 200 % mas denúncias por meio do número 181 – Disque Denúncia.

INSTITUTO LIBERTA - O Governo do Paraná firmou também uma parceria com o Instituto Liberta, organização não governamental criada pelo empresário e filantropo Elie Horn, fundador da Construtora Cyrela e idealizador da ONG, para ampliar as ações de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes.

Para denunciar qualquer situação ou suspeita de violência ou violação de direitos contra crianças e adolescentes, basta ligar para o Disque 100 ou para o número 181 - Disque-Denúncia, serviço do Governo do Estado. As ligações são gratuitas. O atendimento funciona 24 horas, todos os dias da semana, com garantia de sigilo das informações e de quem faz a denúncias.

Fonte: Governo do Estado do Paraná | Link Notícia | Data: 04/12/2017

Publicado por: Administrador